"Clean & Safe" Termas de Portugal

O selo “Clean & Safe” para as Termas de Portugal, criado pelo Turismo de Portugal em associação com a Associação das Termas de Portugal (ATP), visa reconhecer as empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas que assumam o compromisso de cumprir as recomendações emitidas pela Autoridade Turística Nacional, em articulação com as orientações da Direção-Geral da Saúde, para reduzir riscos de contaminação dos seus espaços com o SARS-CoV-2 (novo coronavírus) ou outras infeções.

Selo “Clean & Safe”

Objetivos
Sensibilizar as empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas para os procedimentos mínimos de limpeza e higiene a adotar e incentivar a retoma do turismo a nível nacional e internacional, reforçando a confiança de todos os turistas do segmento saúde e bem-estar no destino Portugal e nos seus recursos turísticos.

Custos
Este selo é gratuito, além de opcional.

Acesso
Através do website da ATP (www.termasdeportugal.pt) as empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas, devem fazer o download da declaração de compromisso, preencher a ficha de identificação e validar todos os requisitos para cada atividade. Para submeter o pedido de adesão ao selo “Clean & Safe” as empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas devem enviar a declaração, depois de assinada e carimbada, para a ATP, (através do email [email protected] pt), para validação final.

Adesão
As empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas, após submissão do pedido, que corresponde ao envio da declaração de cumprimento de todos os requisitos e posterior validação pela ATP, receberão uma notificação com a declaração de adesão ao selo “Clean & Safe”, o logotipo em vários formatos e o manual de normas de utilização do mesmo.
A ATP informa o Turismo de Portugal sobre as Termas aderentes.

Divulgação
Recebida a referida notificação, as empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas poderão utilizar o selo “Clean & Safe”, seja nas instalações físicas, ou ainda nos canais e plataformas de divulgação e venda offline e online.
O Turismo de Portugal assegurará a comunicação nacional e internacional desta iniciativa, bem como a divulgação das Termas aderentes, com o objetivo de renovar e incrementar a confiança de parceiros e consumidores finais.

Validade
Este selo é válido até 30 de abril de 2021. Caso em algum momento uma empresa ou outra entidade concessionárias e/ou titular de Termas aderente deixe de cumprir algum requisito constante no formulário de adesão, deverá, de imediato, comunicá-lo à ATP, através do email [email protected], e deixará de poder utilizar o selo “Clean & Safe”, uma vez que a atribuição do mesmo implica o cumprimento da totalidade de requisitos associados.

Formação
O Turismo de Portugal assegura a formação transversal e necessária para a implementação do selo pelas empresas e outras entidades concessionárias e/ou titulares de Termas. A ATP desenvolverá formação específica para os requisitos aplicáveis às Termas. Esta formação é divulgada através do portal do Turismo de Portugal e da ATP.

Auditorias
A atribuição do selo implica a realização de auditorias aleatórias ao cumprimento dos requisitos pelo Turismo de Portugal e ATP, em articulação com a ASAE.

TERMAS COM O SELO IMPLEMENTADO

Solicite aqui o Selo "Clean & Safe" Termas de Portugal

Declaração de Compromisso

  • Formação a todos os colaboradores

    • Todos os Colaboradores receberam informação e/ou formação especifica sobre:
    • Plano de contingência relativo ao surto de coronavírus COVID-19.
    • Como cumprir as precauções básicas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19, incluindo os procedimentos:
    • Higienização das mãos: lavar as mãos frequentemente com água e sabão, durante pelo menos 20 segundos ou usar desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70% de álcool, cobrindo todas as superfícies das mãos e esfregando-as até ficarem secas.
    • Etiqueta respiratória: tossir ou espirrar para o antebraço fletido ou usar lenço de papel, que depois deve ser imediatamente deitado ao lixo; higienizar as mãos sempre após tossir ou espirrar e depois de se assoar; evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.
    • Conduta social: O estabelecimento termal deverá pôr em prática medidas para assegurar a manutenção do distanciamento físico em áreas comuns onde os clientes se possam concentrar durante períodos prolongados, tais como o estabelecimento de um número máximo de clientes autorizado em cada área comum (como sejam as salas de espera, salas de repouso, vestiários, cafetarias) e o ajustamento do horário de funcionamento. Quando não for possível respeitar plenamente o distanciamento físico, deverão ser implementadas medidas alternativas para proteger os clientes e os colaboradores, como, por exemplo, a utilização de painéis de separação em vidro ou acrílico e o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
    • Como cumprir a auto monitorização diária para avaliação da febre (medir a temperatura corporal duas vezes por dia e registar o valor e a hora de medição), verificação de tosse ou dificuldade em respirar.
    • Como cumprir a Orientação no 031/2020 - COVID-19: Estabelecimentos Termais, da Direção Geral da Saúde (DGS).
  • Informação a todos os clientes

    • Antes de se deslocarem ao estabelecimento termal, os clientes deverão receber informações sobre as orientações em vigor emitidas pelas autoridades de saúde pública locais, bem como sobre as medidas específicas postas em prática no estabelecimento (nomeadamente as técnicas de tratamento não disponíveis).
    • Deverá ser afixada/disponibilizada nos espaços de acesso público e na entrada do estabelecimento termal informação específica (infografias de informação ou outro suporte de informação) sobre os sinais e sintomas da COVID-19 e sobre o que fazer caso manifestem sintomas.
    • Deverá ser afixada/disponibilizada nos espaços de acesso público e na entrada do estabelecimento termal informação (infografias de informação ou outro suporte de divulgação de informação) destinada a reforçar a importância da etiqueta respiratória, da higiene das mãos, do distanciamento físico e do uso de máscara (se a sua condição clínica o permitir). O estabelecimento termal possui Documentos internos onde estão refletidas todas as medidas de prevenção e controlo, nomeadamente:
      • Modelo operativo de funcionamento;
      • Regulamento Interno;
      • Plano de Higienização e desinfeção;
      • Plano de Manutenção;
      • Plano de Contingência COVID-19.
    • Equipamentos de proteção individual em número suficiente para todos os colaboradores.
    • Equipamento de proteção individual disponível para clientes.
    • Stock de materiais de limpeza de uso único proporcional às suas dimensões, incluindo toalhetes de limpeza de uso único humedecidos em desinfetante, lixívia e álcool a 70º.
    • Nas instalações sanitárias equipamento para lavagem de mãos com sabão líquido e toalhetes de papel.
    • Barreiras físicas e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários à realização das consultas e dos atos médicos em segurança.
    • Contentor de resíduos com abertura não manual e saco plástico.
  • O estabelecimento termal assegura

    • Que todos os funcionários usam os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adequados às suas tarefas e de acordo com o que é definido pelos respetivos Serviços de Saúde e Segurança do Trabalho/Saúde Ocupacional, segundo a Norma no 007/2020 da DGS.
    • Reforço dos serviços de limpeza e desinfeção nos espaços e objetos de maior contacto e circulação (casas de banho, corredores, balneários, salas de espera, cadeiras e apoios para os braços, tampos de mesa, interrutores, corrimãos, torneiras, botões dos elevadores, maçanetas das portas). Todos os equipamentos termais devem ser limpos e desinfetados após cada utilização, de acordo com a Orientação no 014/2020 da DGS.
    • A manutenção do distanciamento físico em áreas comuns definindo o número máximo de clientes autorizado em cada área comum (como sejam as salas de espera, salas de repouso, vestiários). Quando não for possível respeitar plenamente o distanciamento físico, deverão ser implementadas medidas alternativas para proteger os clientes e os colaboradores, como, por exemplo, a utilização de painéis de separação em vidro ou acrílico e o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
    • A renovação de ar de salas, cabines e outros espaços fechados feita regularmente, nos termos da Orientação no 031/2020 - COVID-19: Estabelecimentos Termais, da DGS.
    • A circulação e circuitos de pessoas e bens, em conformidade com as disposições da Orientação no 031/2020 - COVID-19: Estabelecimentos Termais, da DGS.
    • Que os colaboradores circulam com vestuário e calçado de uso exclusivo no balneário.
    • Que os consumíveis descartáveis depois de utilizados e o lixo indiferenciado, devem ser acondicionados em caixotes com tampa e saco interior, removidos no final de cada período e transportados em saco já selado.
    • O acesso fácil, em todas as áreas, a soluções à base de álcool, bem como reforço da informação das instalações para a lavagem das mãos com sabão e toalhas de papel de uso único.
  • O protocolo de limpeza e higienização garante

    • A aplicação de todos os procedimentos de higienização de instalações e equipamentos dos Estabelecimentos Termais, no cumprimento da Orientação no 031/2020 - COVID-19: Estabelecimentos Termais, da DGS.
    • Sempre que a lavandaria seja interna, deverão estar garantidos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os colaboradores (máscara, luvas, viseira e avental).
    • A lavagem deverá ser realizada a 60o ou, caso não seja possível, ser usado um detergente desinfetante.
  • A organização do Estabelecimento Termal assegura

    • Que na admissão do cliente, nos procedimentos prévios e durante a consulta termal, e na aplicação das técnicas termais, são cumpridos os procedimentos da Orientação no 031/2020 - COVID-19: Estabelecimentos Termais, da DGS.
    • O cumprimento das medidas para a distância dos clientes e colaboradores nas áreas de receção, atendimento, gabinetes de consulta, áreas de tratamentos, de acordo com as Normas e Orientações da DGS.
    • A obrigatoriedade de utilização de máscara na circulação dentro do estabelecimento termal.
    • Que existe sempre ao serviço um colaborador responsável para acionar os procedimentos em caso de suspeita de infeção (acompanhar a pessoa com sintomas ao espaço de isolamento, prestar-lhe a assistência necessária e contactar a linha SNS 24.
    • Que se os clientes manifestarem sintomas associados à COVID-19 ou receberem um resultado positivo ao teste de despistagem da COVID- 19 durante o tratamento e no prazo de 14 dias, após o final do tratamento, são expressamente informados da obrigatoriedade de notificar imediatamente o estabelecimento.
    • O armazenamento dos resíduos produzidos pelos clientes suspeitos de infeção em saco de plástico que, após fechado (ex: com abraçadeira) deve ser segregado e enviado para operador licenciado para a gestão de resíduos hospitalares com risco biológico.
    • Que relativamente às piscinas interiores e ginásios, é seguida a Orientação no 030/2020 da DGS.
    • Que os estabelecimentos que disponham de serviços de cafetaria/bar ou lojas de merchandising seguem as orientações já emanadas para os restaurantes e similares, Orientação no 023/2020 da DGS, e para o comércio e serviços, Orientação no 14/2020 da DGS.

FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE SELO

Após receção, verificação e aprovação da presente declaração será enviado um mail com o selo e respetivo comprovativo de aceitação.

1 Faça donwload da declaração de compromisso que deverá ser assinada pelo responsável do estabelecimento:

2 Preencha o seguinte formulário:

3 Anexe a declaração de compromisso assinada:



TERMOS E CONDIÇÕES | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | INFORMAÇÃO SOBRE PROTECÇÃO DE DADOS

QUEM SOMOS?

Cumprindo o REGULAMENTO (UE) 2016/679 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 27 de abril de 2016 relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados, informamos que a MOPIU LDA é uma Sociedade Limitada, com sede na Avenida Ressano Garcia 39 4F 2740-244 Lisboa, Portugal, registada na Conservatória do Registo Comercial, sob o número único de matrícula e pessoa colectiva 514375256 doravante designada por "MOPIU", que actua na área do marketing digital.

QUEM É O RESPONSÁVEL PELO TRATAMENTO DE DADOS?

As entidades Responsáveis pelo Tratamento dos dados pessoais são a MOPIU e os seus Clientes, neste caso específico a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE]. Ambos decidem quais os dados recolhidos, os meios de tratamento dos dados e as finalidades para que são utilizados. A MOPIU é contratada pela [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE], fazendo a recolha e tratamento dos mesmos apenas de acordo com as instruções destes.

PORQUÊ UMA POLÍTICA DE PRIVACIDADE?

Porque a MOPIU e a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] estão empenhados em proteger a privacidade dos seus Utilizadores, e neste contexto, elaboraram a presente Política de Privacidade com a finalidade de demonstrar o seu compromisso e respeito para com as regras de privacidade e de protecção de dados pessoais. Caso não concorde com a nossa Política de Privacidade, não deverá avançar com o preenchimento do formulário.

O QUE É ABRANGIDO POR ESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE?

Esta Política de Privacidade aplica-se exclusivamente à recolha e tratamento de dados pessoais efectuados pela MOPIU e pela [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] no âmbito da sua actividade.

QUE TIPO DE DADOS PESSOAIS SÃO RECOLHIDOS E COMO OS RECOLHEMOS?

A MOPIU e a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] recolhem dados pessoais que são sempre fornecidos pelo Utilizador quando preenche os respectivos formulários. Os dados recolhidos são os adequados, pertinentes e não excessivos em relação ao âmbito, finalidades e serviços determinados, explícitos e legítimos da MOPIU e da [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE]. Neste caso, os dados recolhidos são os que constam neste site: NOME, TELEFONE, EMAIL.

PARA QUE SÃO UTILIZADOS OS DADOS?

Os dados fornecidos pelo Utilizador serão utilizados pela MOPIU E A [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] para contacto telefónico, email ou sms com a finalidade de fornecer mais informação sobre os seus produtos e serviços. Posteriormente, poderão ser utilizados pela mesmas entidades, para enviar informação sobre estes ou outros produtos e serviços via email, telefone ou via sms.

POR QUANTO TEMPO VAMOS CONSERVAR ESSES DADOS?

Os dados serão conservados até que o utilizador pretenda proceder à eliminação dos mesmos.

COMO EXERCER O DIREITO DE ACESSO, RECTIFICAÇÃO E CANCELAMENTO DOS DADOS?

O Utilizador poderá exercer os seus direitos de acesso, rectificação e cancelamento dos seus dados pessoais. O exercício deste direito poderá ser feito através de email para o seguinte endereço: [email protected]

COMO OPOR-SE À RECEPÇÃO DE CONTACTOS PARA FINS DE MARKETING?

Caso não pretenda recepcionar estas comunicações pode opor-se, a qualquer momento, à utilização dos seus dados para fins de marketing, enviando um email para [email protected]

COMO É ASSEGURADA A SEGURANÇA DOS SEUS DADOS PESSOAIS?

Os dados pessoais disponibilizados pelos Utilizadores serão incorporados num ficheiro automatizado nos termos e condições estabelecidos na já referida Lei 2016/679, de 27 de Abril. A MOPIU e a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] respeitam as melhores práticas no domínio da segurança e da protecção dos dados pessoais, tendo para o efeito um sistema que garante a segurança, a confidencialidade dos seus dados pessoais bem como a privacidade das comunicações electrónicas.A política de segurança de recolha e armazenamento de dados da MOPIU e da [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] prevê, além de outros aspectos, um elevado investimento em infraestruturas tecnológicas que impedem o acesso aos dados pessoais por pessoas não autorizadas. São tomadas todas as medidas de segurança que a MOPIU e a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] entendem serem indispensáveis à protecção dos seus dados pessoais. Contudo, a MOPIU e a [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE] alertam os Utilizadores para a necesidade de adoptarem medidas adicionais de segurança, designadamente o assegurarem–se que utilizam um browser actualizado em termos de patches de segurança adequadamente configurados, com firewall activa, antivírus e anti-spyware e certificarem-se da autenticidade dos sites que visitam na internet, devendo evitar sites em cuja reputação não confiem.

PROTECÇÃO DE SPAMMING

O spamming consiste no envio indiferenciado de e-mails a desconhecidos. A MOPIU garante que não utilizará os dados recolhidos neste página para nenhum outro fim que não o do seu cliente [NOME DA EMPRESA DO CLIENTE].

COMO USAMOS OS COOKIES?

Um cookie é um arquivo que é instalado no computador quando se acede a determinadas páginas na Internet. Os Cookies que utilizamos são os seguintes:

  1. Cookies próprios: são aqueles que são enviados para o equipamento terminal do utilizador a partir de um computador ou domínio gerido pelo próprio editor e do qual fornece o serviço solicitado pelo utilizador.
  2. Cookies de terceiros: Os que são enviados para o equipamento terminal do utilizador a partir de um computador ou domínio que não é gerido pelo editor, mas por outra entidade que trata os dados obtidos por meio de cookies.
  3. Cookies de sessão: São um tipo de cookies projectados para angariar e armazenar dados enquanto o utilizador acede a uma página web.
  4. Cookies persistentes: São um tipo de cookies em que os dados permanecem armazenados no terminal e podem ser acedidos e tratados durante um período definido pelo responsável do cookie, e que pode variar de alguns minutos a vários anos.
  5. Cookies técnicos: São aqueles que permitem ao utilizador a navegação através de site, plataforma ou aplicação e a utilização das diferentes opções ou serviços que nele existam como por exemplo, controlar o tráfego e a comunicação de dados, identificar a sessão, aceder a áreas restritas, recordar os elementos que integram um pedido, realizar o processo de compra de um pedido, realizar a solicitação de inscrição ou participação num evento, utilizar recursos de segurança enquanto navega, armazenar conteúdos para a difusão de vídeos ou sons ou compartilhar conteúdos através de redes sociais.
  6. Cookies de personalização: São aqueles que permitem ao utilizador aceder ao serviço com algumas características de carácter geral predefinidas com base numa série de critérios no terminal do utilizador como por exemplo o idioma, tipo de browser através do qual acede ao serviço, a configuração regional de onde acede o serviço, etc.
  7. Cookies de análise: São aqueles que permitem aos seus responsáveis acompanhar e analisar o comportamento dos utilizadores dos sites aos quais estejam vinculados. A informação recolhida através de tais cookies é usada para medir a actividade dos sites, aplicativos ou plataformas e para a criação de perfis de navegação dos utilizadores desses sites, aplicativos e plataformas, a fim de realizar melhorias em base na análise dos dados de uso feito pelos utilizadores do serviço.
  8. Cookies publicitárias: São aqueles que permitem a gestão, da forma mais eficaz possível, dos espaços publicitários que, o editor haja incluído num site, aplicativo ou plataforma de onde presta o serviço solicitado com base em critérios como o conteúdo editado ou a frequência em que os anúncios são exibidos.
  9. Cookies de publicidade comportamental: São aqueles que armazenam informações sobre o comportamento do utilizador obtido através da observação contínua de seus hábitos de navegação, permitindo desenvolver um perfil específico para exibir anúncios com base no mesmo.